terça-feira, 9 de janeiro de 2018

UESPI dará início a pesquisas pioneiras de produção e uso medicinal de canabidiol

Por Jônatas Freitas
Um grupo de pesquisadores da Universidade Estadual do Piauí está em vias de iniciar os trabalhos de pesquisa dos primeiros projetos aprovados pelo governo estadual para o canabidiol, substância obtida do óleo da Cannabis sativa. O Piauí é o primeiro estado do país a autorizar a viabilização do projeto.
O grupo de pesquisadores responsáveis já estuda a substância há algum tempo, mas com a recente autorização do governador Wellington Dias para a produção do óleo no estado, foram criados projetos a serem executados pela UESPI e também pela UFPI(Universidade Federal do Piauí). As universidades fabricarão o medicamento em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) e o Centro Integrado de Reabilitação (Ceir).
Para um dos pesquisadores, o Prof. Dr. Fabrício Amaral, essa autorização pioneira em termos de decisão de governo dá uma contribuição para o estado nas áreas social, econômica e técnico científica: “Estamos falando de grupos de pacientes que tem poucos recursos terapêuticos, de uma demanda reprimida de pais desesperados que veem um filho com 30, 40 crises convulsivas por dia”, explica.
Além disso, de acordo com Fabrício, a independência econômica do estado nessa questão da produção possibilita a venda para outras federações. “À medida em que você promove o desenvolvimento de novos fármacos, está criando um parque tecnológico que vai facilitar não só a comercialização do canabidiol como o desenvolvimento de futuros produtos”, acrescenta.
Rosemarie Brandim e Antônio Luiz Maia no NPBIO, laboratório da UESPI onde serão feitos os testes de genotoxicidade

O diálogo para que essa autorização pudesse ser realizada teve início com o I Simpósio Sobre Uso Medicinal dos Canabinóides, ocorrido em março de 2017, e do qual a UESPI foi parceira na realização. “O simpósio esclareceu a sociedade, porque ainda existe toda aquela cultura quando se fala da maconha, e aqui não se trata de projetos da liberação do uso da maconha para uso recreativo, mas do uso de uma substância isolada da planta, a partir da qual é feito o tratamento”, relembra uma das pesquisadoras, Profa. Dra. Rosemarie Brandim Marques.
A partir do evento, foram realizadas reuniões entre as instituições que trabalham com a temática, como a UESPI, UFPI e CEIR, e cada uma ficou responsável por montar projetos distintos. “Isso foi definido desde a programação que nós fizemos, que aconteceu lá no simpósio, e está bem definido em quê cada instituição vai contribuir para esse projeto. A UESPI vai fazer o teste de segurança genética e genotóxica, tanto antes de começar a distribuição, com testes em animais para saber há alteração a nível de DNA, e também com o acompanhamento genético de pacientes do CEIR”, explica o Prof. Dr. Antônio Luiz Maia.
O CEIR ficará responsável pelo atendimento à população que necessita fazer uso dos medicamentos, e também por fazer uma triagem e escolha de quais pacientes vão receber esse canabidiol produzido aqui, além do acompanhamento clínico. Já a UFPI montou um projeto para cultivar a cannabis e extrair o óleo, o que levará um tempo para se concretizar, segundo os pesquisadores, visto que há que se fazer a seleção de mudas, do tipo, do rendimento. Logo, o início do projeto da UESPI se dará com o canabidiol importado, e espera-se que de seis meses a um ano já exista a produção do óleo no estado.
Os projetos das três instituições estão no momento aguardando a liberação das verbas, que totalizam um montante de 1 milhão de reais. Além disso, também aguardam as autorizações da ANVISA e da Polícia Federal. “Estamos passando por todas essas etapas de forma bem sucedida, e agora nossa próxima etapa é, a partir do recurso liberado, cada instituição fazer sua parte, seus projetos. Dependemos do orçamento do governo para liberação da verba dos projetos”, esclarece Rosemarie. Ainda em 2018, o estado contará com uma câmara setorial de biotecnologia para apoiar a produção.
Os três projetos terão um foco primordial no tratamento da epilepsia refratária, doença para a qual os medicamentos atuais têm seus efeitos diminuídos com o passar do tempo. A ANVISA já liberou tratamento também para a espasticidade, efeito que a esclerose múltipla traz ao paciente, onde ele perde a motilidade. De acordo com os pesquisadores da UESPI, existem outras doenças que estão sendo pesquisadas, mas a que está no momento sendo bastante utilizada é a epilepsia refratária.
O canabidiol é uma substância que não causa dependência, de acordo com Fabrício Amaral. O professor explica que na epilepsia a substância gera uma diminuição das atividades dos neurônios, e essa diminuição contribui para uma diminuição da excitação cerebral, comum em epiléticos. “O mecanismo em si ainda está sendo estudado, mas já é muito mais efetivo que os medicamentos que já existem no mercado. Além disso ele é excelente analgésico, gera diminuição de dor em algumas situações, como na esclerose, e isso melhora a qualidade de vida do paciente”.

Pesquisadores enfatizaram a importância das pesquisas tanto para o estado como para a UESPI

Os pesquisadores também relataram que é importante o envolvimento da UESPI na pesquisa. “A UESPI hoje disponibiliza tanto recursos humanos, de propriedade intelectual, como de estrutura física para estar realizando esses experimentos dentro da própria instituição. Nossos professores são capacitados dentro da parte da pesquisa genotóxica”, comenta Maia, e acrescenta Rosemarie: “Hoje em dia você não consegue mais colocar no mercado um medicamento sem esses testes, a própria Anvisa a exige isso”.
Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
ascom.uespi@gmail.com

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Matrículas para o período especial do NEAD iniciam no dia 8 de janeiro

Por Ascom NEAD/UAB
O período especial de aulas dos cursos de graduação do Núcleo de Educação a Distância da Universidade Estadual do Piauí – PNEAD vai acontecer no período de 29 de janeiro a 8 de março. As matrículas devem ser feitas na plataforma de cada curso entre os dias 8 a 12 de janeiro.
O PNEAD é uma oportunidade para os alunos que, por motivos diversos, deixaram de cumprir ou ficaram reprovados em alguma disciplina, possam cursá-las e assim evitar atrasos na conclusão de seus cursos.
Conforme informou o coordenador pedagógico dos cursos de graduação do NEAD, Franklin Oliveira, o aluno deve ficar atento e observar no seu histórico escolar quais disciplinas estão pendentes e poderá efetuar a matrícula em até três disciplinas que forem ofertadas no PNEAD. A quantidade de disciplinas a serem ofertadas será definida pelas coordenações dos cursos e divulgadas na plataforma.
“É importante o aluno de EAD ter a cultura de fazer todas as disciplinas e caso reprove em alguma, que eles aproveitem o PNEAD para resolver logos estas pendências e não atrasarem o curso”, explica Franklin Oliveira.
Já as aulas do período curricular 2018.1 do NEAD terão início no dia 12 de março.

Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
ascom.uespi@gmail.com

domingo, 7 de janeiro de 2018

Picos - a cidade Modelo

A cidade é referência na região centro-sul do estado e o principal entroncamento rodoviário do Nordeste
Igreja vista do Morro da Mariana (Francisco Leal)


Picos, a Cidade Modelo, é um dos mais importantes municípios piauienses, sendo uma referência na região centro-sul do estado e o principal entroncamento rodoviário do Nordeste, ligando o Piauí ao Maranhão, Ceará, Pernambuco e Bahia. Sua forte influência econômica afeta não só as cidades circunvizinhas como também outros estados. Essa força surgiu com a pecuária e logo se estabeleceu com o comércio. Aliás, Picos possui uma das maiores feiras livres da região Nordeste e realiza diversos eventos ligados ao agronegócio onde, além da pecuária, o mel é um destaque. Na cidade vizinha de Bocaina, há uma barragem homônima, que é bastante utilizada pela população também como balneário. Na parte cultural, destaca-se a catedral de Nossa Senhora dos Remédios, templo em estilo neogótico, e o museu Ozildo Albano, que possui um acervo sobre a história do município.
Como Chegar?
Avião: A empresa Piquiatuba faz voos regulares de Teresina a São Raimundo Nonato, com escala em Picos, duas vezes por semana.
Carro:De Teresina, o caminho mais simples é seguir em direção ao sul do Piauí pela BR 316 até Picos. Como a cidade é um entroncamento rodoviário, está cortada também pelas BRs 020, 230, 407 e pela PI 379.
Ônibus: as empresas Líder (86 - 3218 1977) e Guanabara (86 - 2107 1992) fazem linha saindo de Teresina.
Centro
No Centro de Picos, está a Catedral de Nossa Senhora dos Remédios com seus 90 vitrais, altares em mármore de Carrara e 40 metros de altura, pode ser vista de vários pontos da cidade. Ao redor encontra-se a feira popular, uma das maiores do Nordeste que se esparrama pelas ruas centrais com suas bancas de temperos, verduras, artesanato entre outras coisas. Na Praça Josino Ferreira, está o Museu Ozildo Albano, com relíquias da história piauiense e um artigo milenar: uma lâmpada de azeite do século I da era Cristã, vinda da catacumba de São Calisto. Uma visão privilegiada dessa região pode-se ter a partir do mirante do Morro da Mariana, no bairro homônimo.
Açude
O açude fica na cidade de Bocaina, a cerca de 20 quilômetros de Picos e funciona não só para o abastecimento como também como fonte de lazer, sobretudo nos feriados prolongados.

Autoria: Redação CCom

sábado, 6 de janeiro de 2018

Banco é condenado depois de 3 anos de desconto indevido em aposentadoria

InfoMoney (Filipe Frazao)
© Filipe Frazao InfoMoney
SÃO PAULO - Um banco que fez descontos indevidos por três anos na aposentadoria de uma idosa foi condenado por má-fé. Na decisão, tomada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, a instituição financeira foi obrigada a restituir em dobro os valores abatidos e a pagar indenização por danos morais de R$ 15 mil. As informações são do site Consultor Jurídico.
Em primeiro grau, o banco também foi condenado. A sentença impôs a restituição dos valores e definiu indenização de R$ 5 mil. A ação foi movida pela aposentada depois que, após fazer um empréstimo, duas cobranças adicionais estavam sendo feitas sem que ela tivesse assinado nada além do que efetivamente tinha contratado junto ao banco.
Ao Tribunal de Justiça de São Paulo, a autora da ação recorreu pedindo o aumento da indenização e também que o banco devolvesse os valores descontados em dobro.

Fonte: Msn.com

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Ratinho tenta se explicar após ofender gays: 'Todos gostam de mim e eu gosto deles'

Após ter feito comentários considerados homofóbicos em um vídeo publicado em seu Instagram, o apresentador Ratinho usou a rede social para se retratar sobre o fato, apesar de não pedir "desculpas".
"Ontem eu fiz um comentário sobre gays na novela da Globo, e todo mundo comentou, virou viral, esse negócio aí. Mas veja bem, em nenhum momento eu quis ofender nenhum gay, até porque eu trabalho com todos eles, todos eles gostam de mim e eu gosto muito deles, então não tem nada a ver. Eu fiz uma brincadeira. Uma brincadeira pra gente brincar na internet. Lamentavelmente algumas pessoas não entenderam assim. Mas eu quero mandar um abraço e dizer que eu respeito todo mundo", justificou-se.
"Quem me conhece sabe da minha personalidade, sou brincalhão e respeito todo mundo sempre", completou na legenda da publicação.
O vídeo ao qual Ratinho fez referência foi publicado por ele na noite de quarta-feira, 4.
“Eu estava aqui vendo a novela da Globo, aquela coisa de cangaceiro e tal. Mas poxa, a Globo colocou 'viado' até em filme de cangaceiro, gente? Naquele tempo não tinha 'viado' não”, disse.
“Você acha que tinha 'viado' naquele tempo? É muito 'viado': é 'viado' às seis da tarde, é 'viado' às oito da noite, é 'viado' às nove da noite, é 'viado' às dez da noite, é muito 'viado'. Eu não sei o que está acontecendo, não tem tanto 'viado' assim. Ou tem? Será?”, concluiu.

Fonte: Msn.com

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Nova ministra do Trabalho já foi condenada por violar lei trabalhista

Nova ministra do Trabalho já foi condenada por violar lei trabalhista
© Foto: Maryanna Oliveira/Agência Câmara Nova ministra do Trabalho já foi condenada por violar lei trabalhista
A nova ministra do Trabalho, Cristiane Brasil (PTB), foi condenada a pagar R$ 60 mil por violar a lei trabalhista, em processo movido por um motorista em 2016. Ele acionou a Justiça do Trabalho alegando trabalhar 15 horas por dia para ela sem carteira assinada. A Justiça acatou o pedido, e a sentença foi confirmada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT1). A informação foi revelada pela Rede Globo.
A condenação em primeira instância foi decidida pelo juiz Pedro Figueiredo Waib. Na decisão, o magistrado considerou que o motorista não teve a carteira de trabalho assinada e deveria receber gratificações como férias, aviso prévio e gratificações natalinas. 
Na ação, o motorista Fernando Fernandes argumentou que trabalhou exclusivamente para Cristiane Brasil e para os filhos dela entre 2012 e 2014, em horário que ia das 6h30 às 22h. Ele declarou que recebia R$ 1 mil em espécie e outros R$ 3 mil em conta bancária.
Ainda de acordo com a Rede Globo, no processo a então deputada se defendeu. Disse que o motorista “exercia tão somente trabalho eventual” e afirmou que o profissional “não era e nem nunca foi seu empregado”.
O Estado tentou entrevistar Cristiane Brasil no fim da tarde desta quinta-feira, 4, mas até o início da noite não obtivera retorno.
Fonte: Msn.com

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Governo do Estado lança processo seletivo para professor em todos os municípios

O Governo do Estado do Piauí, através da Secretaria de Estado da Educação do Piauí (SEDUC) torna público o edital referente ao Processo Seletivo Simplificado para a formação de Cadastro de Reserva para os cargos de Professor “SL”e Técnico de Nível Superior (Fonoaudiólogo, Psicomotricista e Bibliotecário). A execução do certame está sob responsabilidade do Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (NUCEPE) da Universidade Estadual do Piauí (UESPI).
As inscrições podem ser feitas a partir de amanhã, 03 de janeiro de 2018, e se estendem até o dia 17 do mesmo mês. Há vagas de professores para todos os municípios do Piauí, em 16 áreas: Língua Portuguesa, Matemática, Física, Química, Biologia, Inglês, História, Geografia, Arte, Filosofia, Sociologia, Educação Física, Ensino Religioso, Ciências da Computação, Língua Espanhola e Professor Polivalente. Há vagas também em todos os munícios para o cargo de Bibliotecário. As vagas para os cargos de Fonoaudiólogo e Psicomotricista são somente para Teresina.


O Processo Seletivo Simplificado será constituído de duas Etapas: Prova Escrita Objetiva e Prova Escrita Dissertativa (Redação) – 1ª Etapa, de caráter eliminatório e classificatório e Prova de Títulos (Análise Curricular) – 2ª Etapa, de caráter classificatório.
A primeira etapa realizadas no dia 04 de fevereiro, no horário das 8h30min às 12h30min. O resultado final do certame está previsto para ser divulgado no dia 18 de setembro deste ano.
As inscrições são realizadas através do site do Nucepe (nucepe.uespi.br), com o valor da taxa de R$ 70,00 para todos os cargos.

Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
ascom.uespi@gmail.com