sábado, 15 de julho de 2017

II Olimpíada Piauiense de Língua Portuguesa é lançada na UESPI

         A II Olimpíada Piauiense de Língua Portuguesa foi lançada na manhã desta segunda (12) na Universidade Estadual do Piauí. Com o tema “Tecendo os saberes do nosso povo”, está edição pretende promover a reflexão sobre a produção textual, aproximando a pluralidade dos saberes do povo piauiense. O lançamento contou a presença de representantes das Instituições de Educação Públicas do estado e do município.
        Representantes do Instituto Federal de Educação Tecnológica do Piauí (IFPI), Universidade Federal do Piauí (UFPI), Secretaria de Educação e Cultura (SEDUC) e Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) reafirmaram a parceria para a realização da Olimpíada. Diferente de 2016, onde apenas as escolas de Teresina foram atendidas, esta edição todos os municípios piauienses serão contemplados.


Representantes de todas as instituições públicas de educação firmaram parceria para a realização da Olimpíada
          As inscrições estão abertas de 12 de junho até 30 de julho. Podem participar todos os estudantes de educação básica regularmente matriculados pela rede pública (estadual, municipal, federal) nas modalidades fundamental e EJA (6º, 7º,8º,9º anos), Ensino médio, EJA e profissionalizante ( 1º,2º e 3º anos).
              O Pró-reitor da PREX, Prof. Dr. Raimundo Dutra, explicou sobre o projeto. “Todos os textos escritos pelos estudantes da educação básica pretendem fomentar uma reflexão acerca da cultura piauiense e de nossa identidade. No ano passado tivemos 700 participantes, este ano pretendemos chegar até 4 mil participantes”.
         Sobre a organização, a Formadora da Olimpíada Nacional, a professora Shirley Alves, sintetizou que a parceria promove uma identidade cultural dos saberes com o povo piauiense incentivando atitudes criativas da escrita. “Ler é um exercício para a vida”, concluiu.
Premiação
A premiação aborda o tema “retratos do nosso povo” nas categorias poema, crônica e artigo de opinião. Medalhas de ouro, prata e bronze serão entregues aos participantes classificados. O regulamento completo da premiação pode ser acessado clicando aqui.

Fonte:
Assessoria de Comunicação – UESPI
ascom.uespi@gmail.com

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Filme que aborda educação do Piauí será lançado nesta terça


Abrindo as atividades do Seminário Estadual do Programa Jovem de Futuro, será realizado na próxima terça-feira (11) o lançamento do longa-metragem nacional "Nunca me Sonharam". O filme, dirigido por Cacau Rhoden, é uma produção do Instituto Unibanco e Maria Farinha Filmes que evidencia a educação no Brasil, tendo o Estado do Piauí como um dos protagonistas. 
O filme fala dos desafios do presente, as expectativas para o futuro e os sonhos de quem vive a realidade do Ensino Médio nas escolas públicas do Brasil. Na voz de estudantes, gestores, professores e especialistas "Nunca me sonharam" busca refletir sobre o valor da educação. 
O Centro de Ensino de Tempo Integral - CETI Didácio Silva participa do filme, como exemplo de educação a ser seguido, onde fala da importância da escola na vida dos seus alunos. "É uma grande satisfação a escola participar do documentário. Foram dois dias de gravações, colheram imagens e situações positivas da nossa escola, retratando o dia a dia dos alunos e suas experiências e expectativas", comenta o diretor, que participou em maio da exibição especial do filme em São Paulo. 
De acordo com o agente de governança da Seduc, Eduardo Castelo
Branco, a cerimônia de lançamento do filme e a abertura da Semana Estadual do Programa Jovem de Futuro, acontecerá no cinema do Shopping Rio Poty. "Esse evento importante para educação do Piauí acontece às 18h da próxima terça-feira, contaremos com a presença da secretária da Educação Rejane Dias e do governador Wellington Dias", revela. 
Clique e assista ao trailer de Nunca me sonharam

Fonte: SEDUC.PI

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Escola de Artesanato abre processo seletivo para professores

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) abre processo seletivo para contratação temporária para os cargos de Professor e Instrutor de Artesanato para a Escola de Artesanato de Teresina, mantida e Gerida pelo Governo do Estado do Piauí. 
O processo seletivo terá validade de 01 (um) ano, podendo ser prorrogado por igual período e os candidatos contratados cumprirão jornada de trabalho de 20 (vinte) horas semanais. A remuneração dos professores e instrutores com ingresso a partir de 2017 será o salário mínimo nacional.
As inscrições, obrigatoriamente online, serão realizadas no período de 10/07/2017 a 17/07/2017, através do site www.seduc.pi.gov.br/concursos e o candidato só poderá se inscrever para um único cargo.
O valor da taxa de inscrição é de R$ 50,00 (cinquenta reais), valor que deverá ser depositado ou transferido diretamente para a agência 3791-5, conta corrente 5149-7, Banco do Brasil. Em nenhuma hipótese será aceito depósito efetuado por meio de envelopes.
O currículo comprovado, junto com as cópias dos cursos, declarações e comprovantes, deverá ser endereçado à Comissão do Processo Seletivo, acompanhado da ficha de inscrição impressa e assinada e o comprovante da taxa de inscrição. Após realização da inscrição online, o candidato deve realizar a postagem no período de 10/07 a 17/07/2017, via SEDEX ou entregar pessoalmente, no seguinte endereço: Secretaria de Estado da Educação, Av. Pedro Freitas S/N, bairro São Pedro, Centro Administrativo. CEP: 64018-900 - A/C da Comissão do Edital de Processo Seletivo Simplificado. Sala de Enquadramento/UGP - 1º Andar. Concorrendo ao Edital nº 013/2017.

Para efetuar a inscrição, os seguintes documentos devem ser enviados:

a) Ficha de Inscrição preenchida, impressa e assinada (disponível no site da Seduc);
b) Termo de Compromisso (Anexo V);
c) Cópia do comprovante de depósito do valor da inscrição de acordo com o item 2.3, deste Edital (Não serão aceitos comprovantes de depósitos efetuados através de envelope);
d) Cópias da Certidão de quitação eleitoral ou comprovante de votação no último pleito eleitoral;
e) Cópia do comprovante de quitação do serviço militar (para candidatos do sexo masculino);
f) Cópia da Carteira de Identidade Civil ou similar;
g) Cópia do CPF;
h) Curriculum Vitae com cópias dos respectivos comprovantes;
i) Carteira do Artesão, conforme o Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) para o cargo de Instrutor de Artesanato.

Para mais informações, acesse o Edital.



quarta-feira, 12 de julho de 2017

Revista destaca os prejuízos causados pela BR-135 no Piauí


A falta de estrutura da única rodovia asfaltada que dá acesso ao sul do Piauí causa prejuízos ao agronegócio e já vitimou mais de uma centena de pessoas somente neste ano. O problema da BR-135 vem sendo discutido insistentemente nos últimos dias, e levou a bancada federal a unir forças para buscar os recursos necessários para a restauração da via, mas a quantia que o governo federal promete liberar neste ano está muito aquém do que é preciso para solucionar definitivamente o problema.
Esta discussão estampa a capa da Edição 167 da Revista Cidade Verde. A reportagem traz o resumo do relatório feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) que mostra as deficiências da via e o que precisa ser feito. 
Nas Páginas Verdes a entrevista é com Dom Sérgio da Rocha, o terceiro cardeal que já serviu a Arquidiocese de Teresina.
Nesta edição há ainda matérias sobre o número de roubos de celulares em Teresina, como funciona a delação premiada, a legislatura dos suplentes, a vacinação contra o HPV em meninos, entre outros assuntos.
No Perfil, assinado pelo colunista Péricles Mendel, o destaque é Landerson Carvalho, presidente da Associação dos Jovens Empreendedores do Piauí. 
Para mais informações e assinaturas acesse: www.revistacidadeverde.com.br
Fonte: Cidadeverde.com

terça-feira, 11 de julho de 2017

Energia solar fotovoltaica pode crescer mais de 300% até o fim do ano, diz setor


A geração de energia solar fotovoltaica no Brasil atingirá o patamar de 1.000 megawatts (MW) de capacidade instalada até o fim do ano, de acordo com projeção da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). O número representa um crescimento de 325% em relação à capacidade atual de 235 MW, suficiente para abastecer cerca de 60 mil residências, com até cinco pessoas em cada uma.
A estimativa feita pelo setor coloca o país entre os 30 principais geradores dessa fonte de energia no mundo, com a expectativa de estar entre os cinco primeiros até 2030 em potência instalada anual. Atualmente, estão contratados, por meio de leilões de energia, cerca de 3.300 MW, que serão entregues até 2018.
Os investimentos até o fim de 2017 deverão somar R$ 4,5 bilhões. O crescimento da capacidade instalada favorece ainda a geração de empregos em toda a cadeia produtiva. Pelos cálculos do setor, para cada MW de energia solar fotovoltaica instalados, são gerados de 25 a 30 postos de trabalho.
Para o presidente da Absolar, Rodrigo Sauaia, o desempenho dos últimos anos mostra que o setor passou ao largo da crise econômica brasileira. “O crescimento no ano da potência instalada vai ser mais de 11 vezes mostrando que o setor está em uma fase diferente da economia brasileira, ainda em um processo lento de recuperação, enquanto esse setor sequer enxergou a crise. Crescemos a 300% ao ano durante os anos de crise e agora com esse começo de recuperação continuamos crescendo a taxas elevadas”, destacou Sauaia em entrevista à Agência Brasil.
Custo
O avanço da energia solar fotovoltaica no Brasil tem permitido ainda a redução de preços para os consumidores. Segundo o presidente da associação, a energia solar fotovoltaica registrou uma importante redução de preços nos últimos anos, porque este tipo de tecnologia se tornou 80% mais barata. No Brasil já é mais barato, em algumas regiões, gerar a própria energia com a instalação dos painéis solares no telhado do que comprar a energia da rede de distribuição. “Investir em energia solar fotovoltaica não é mais uma decisão puramente ambiental ou de consciência da sustentabilidade, mas acima de tudo, o principal motivo que faz as pessoas investirem nesta tecnologia é economia no bolso e competitividade para as empresas”, ressaltou Rodrigo Sauaia.
A economia na conta já foi sentida por Adriana Maria Silva, de 47 anos, presidente da Creche Comunitária Mundo Infantil, na comunidade Santa Marta, do Morro Dona Marta, em Botafogo, zona sul do Rio. “A gente pagava uma conta muito alta. Hoje a gente tem uma conta que pode pagar e com o dinheiro que sobra a gente pode investir na instituição, em alimentação, no material pedagógico, na manutenção do prédio”, disse.
Com a geração de energia por meio dos painéis instalados no telhado dos prédios da instituição, a creche já tem somado crédito da Light, a companhia de abastecimento de energia do local. “O que vem hoje é mínimo e tem mês que não vem conta para a gente pagar”, completou Adriana, referindo-se aos créditos obtidos com a geração da energia solar.
A creche foi o projeto piloto instalado na comunidade pela Insolar, um negócio social, que é um tipo de empresa autossustentável financeiramente sem distribuição de dividendos, voltada para solucionar um problema social e/ou ambiental. Mas a creche não foi a única a ter bons resultados com a redução dos custos. O dinheiro que deixou de ir para o pagamento das tarifas foi usado para a ampliação do prédio da associação de moradores, com a construção de salas para aulas de modalidades esportivas e de canto.
A discussão para o desenvolvimento do uso de energia solar no Morro Dona Marta começou em 2015. Segundo Henrique Drumond, um dos fundadores da Insolar, com a parceria de empresas privadas e até do Consulado da Alemanha no Rio, a comunidade já tem 33 espaços comunitários funcionando com essa fonte renovável por meio de 190 painéis. Além disso, os projetos permitiram a capacitação de 35 moradores da comunidade sobre o funcionamento da fonte de energia e manutenção dos equipamentos. Todas as estações do sistema de transporte do plano inclinado operam com painéis que tem acopladas baterias para evitar interrupção no tráfego caso haja corte de energia. “Fizeram a instalação na própria comunidade e depois todos, divididos em equipes, instalaram refletores solares de emergência. Quando falta luz em alguns pontos do Santa Marta, esse sistema liga automaticamente e ilumina o caminho dos moradores”, acrescentou Drumond.
A comunidade ganhou ainda o coletivo Santa Mídia, utilizado para divulgação  de assuntos de interesse dos moradores. “É uma mídia comunitária com uma televisão que fica na estação 1 do plano inclinado e divulga os informes da comunidade, sobre mutirões, campanhas de vacinação, anúncios. É abastecida com energia solar e a gente fez uma intervenção com o projeto Morrinhos, que fez na estação, ao redor da Santa Mídia, que foi toda grafitada, uma instalação deles”, completou.
Habitação popular
A energia solar já está sendo utilizada em projetos de residências de interesse social. Numa parceria com a Absolar, o governo de Goiás lançou as primeiras 149 moradias do Programa Casa Solar, que prevê até o fim do ano chegar a 1,2 mil. Para o presidente da associação, a iniciativa é um caminho para que este tipo de fonte de energia possa se estender a todas as faixas de renda da população. “Um sistema como foi utilizado em Goiás pode reduzir em até 70% o custo com energia elétrica e esse dinheiro que alivia o orçamento da família para investir mais na qualidade de vida, da sua alimentação e da educação”, destacou, sugerindo que o governo federal insira este tipo de energia nos seus projetos de habitação.
Leilões
No sentido de garantir o processo de desenvolvimento e dar maiores perspectivas para essa fonte renovável, além de segurança nos futuros investimentos, o presidente da Absolar defendeu a volta dos leilões de compra de energia solar fotovoltaica. Segundo ele, foi cancelado um certame previsto para o fim do ano passado na área de geração centralizada de usinas de grande porte incluindo a energia eólica. Segundo ele, o cancelamento desse leilão foi uma frustração nas expectativas do setor.
“Gera uma insegurança de como serão os investimentos nos próximos anos e acaba dificultando a vinda de novos investimentos e de fabricantes para atuar no país. Para superar esse gargalo, a nossa expectativa é que o governo federal, por meio do Ministério de Minas e Energia, possa, ainda no ano de 2017, realizar um leilão de energia solar para que a gente tenha um sinal de continuidade de investimentos na fonte”, disse Rodrigo Sauaia.
O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Luiz Augusto Barroso, informou à Agência Brasil que, no momento, o órgão e o Ministério de Minas e Energia estão fazendo uma série de análises para definir a realização de leilões de energia solar. Ele lembrou, no entanto, que esses certames são baseados nas demandas a contratar fornecidas pelas distribuidoras. “Efetivamente é a disposição a contratar das distribuidoras que vai definir o espaço para as compras de nova geração no Brasil. Isso afeta todas as fontes, não só a solar”, destacou.
Fonte: Agência Brasil

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Pagamento de boletos vencidos em qualquer banco começa nesta 2ª



Pagar um boleto em atraso é uma tarefa chata - você tem que ir a uma agência do banco emissor porque não pode pagar em qualquer instituição. Mas, a partir desta segunda-feira (10), essa realidade vai mudar.
A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) está lançando o sistema que permite pagar boletos vencidos em qualquer agência bancária e em qualquer canal, como internet e aplicativos. Dessa forma, não será mais necessária pedir a segunda via do boleto em atraso com os valores corrigidos (acréscimo de juros e multas).
A entrada dos boletos no novo sistema é gradual. Veja como funcionará a liberação do sistema:
Boletos
a partir de R$ 50 mil: 10 de julho
Boletos de R$ 49.999,99 a R$ 2 mil: 11 de setembro
Boletos de R$ 1.999,99 a R$ 500: 9 de outubro
Boletos de R$ 499,99 a R$ 200: 13 de novembro
Boletos abaixo de R$ 200: 11 de dezembro
Os boletos que já foram emitidos seguem válidos, com a empresa beneficiada tendo de registrá-lo junto ao banco emissor. As empresas não são obrigadas a aderir ao sistema. Nesses casos, entretanto, o pagamento só poderá ser realizado, mesmo antes do vencimento, na agência do banco que emitiu o boleto.
As vantagens para os clientes:
– Cliente com Débito Direto Autorizado visualizará todos os boletos de forma eletrônica.
– Possibilidade de pagamento de boleto vencido em qualquer canal de recebimento do banco.
– Mais segurança no pagamento, com duplo controle contra as fraudes.
– Redução de inconsistências de pagamento e pagamento em duplicidade.
– Fim da necessidade da emissão da segunda via do boleto.

domingo, 9 de julho de 2017

Candidatos são presos após serem flagrados com celular no concurso da PM



O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) confirmou a prisão de dois candidatos ao concurso da Polícia Militar, que acontece neste domingo (9). Foi durante uma revista aleatória realizada no campus da Universidade Estadual do Piauí (UESPI). Eles foram flagrados portando aparelhos de celular.
       As prisões foram feitas antes de a prova ter início. A sala onde aconteceu a revista foi escolhida de forma aleatória. Mais informações e um balanço geral do certame só serão divulgados após o término das provas.
As provas da primeira etapa do concurso da Polícia Militar do Piauí estão sendo reaplicadas neste domingo, das 9h às 13h, após a polícia descobrir uma tentativa de fraude, no dia 21 de maio. À época, o Nucepe e a Secretaria de Segurança Pública do Piauí anunciaram que houve vazamento de cinco questões de português e no dia 22 o processo foi cancelado. 
Na sexta-feira, um segurança de um shopping de Teresina foi preso suspeito de comercializar a prova de português do certame. Ele teria cobrado R$ 2 mil, além de 10 vezes mais o valor do salário do candidato que teve acesso as questões, caso seja aprovado. O valor corresponderia a mais de R$ 30 mil.
Ainda na Uespi, outros quatros candidatos foram retirados da instituição após serem vistos pulando o muro para ter acesso ao local de prova
          
Fonte: Cidadeverde.com